MEDO DE ENGORDAR NA QUARENTENA - PRESSÃO ESTÉTICA

Preocupada em engordar na quarentena?

Preocupada em engordar na quarentena?

 

Se você pode ficar em casa, fique. Se não precisa sair, não saia. Essa é a recomendação oficial dos governos do Estado e organizações de saúde preocupadas em combater a pandemia do coronavírus. Mas em meio a essa onda de angústia e dúvidas, surge outro medo: de engordar na quarentena.

Para alguns, parece até supérfluo pensar no peso quando estamos diante de um cenário tão caótico. No entanto, para aqueles que sempre brigaram com a própria imagem, o medo é real. Porque não é só sobre o peso. É sobre autoestima, insegurança e histórias de abuso.

Neste post, queremos criar um espaço para conversar sobre essa preocupação genuína de engordar na quarentena. Queremos te tranquilizar e mostrar que você é muito mais do que um simples número na balança. E o que o peso é um grão de areia perto da praia de Copacabana que habita dentro de você.

MEDO DE ENGORDAR NA QUARENTENA - DICAS

Encontre seus porquês

Nossa primeira dica é entender de onde vem esse medo de engordar na quarentena. Cada pessoa tem suas vivências e, por isso, esse é um processo 100% individual.

Nós levantamos algumas questões para te ajudar a pensar nos tais porquês:

  • Você sofreu algum tipo de bullying na infância graças ao seu peso?
  • Ouviu dos seus pais ou namorado (a) que estava acima do peso?
  • Suas amigas andaram comentando que você deu uma “engordadinha”?
  • Você se inspira em quais perfis nas redes sociais?
  • Para você, ser magro (a) é sinônimo de felicidade e sucesso?
  • Como anda sua autoestima? Você se sente bem na própria pele?
  • Acredita que os outros gostariam mais de você, caso fosse magro (a)?
  • Não se sente representada quando vai comprar roupas?
  • Sofreu com um relacionamento abusivo?

Ao responder essas perguntas, você ajuda a montar um quebra-cabeça em sua mente. Ao fim, com todas as peças, você tem a imagem que faz desse medo uma realidade.

Às vezes, é porque você sente uma necessidade grande de agradar aos outros ou tem medo da rejeição. Às vezes, é só você se autosabotando e se impondo padrões irreais.

Quando você entende o porquê de ter medo de engordar na quarentena, fica mais fácil lutar contra seus monstros internos e guardá-los em uma caixinha. Permita-se pensar longe das amarras da sociedade, sem considerar a fala alheia.

Magreza não é sinônimo de nada

Apenas de que você é magro. E até isso é subjetivo. O que é ser magro? Ter 45kg, 50kg ou 60kg? Magra é a musa fitness do instagram ou a modelo da Victoria Secrets?

Vivemos em uma sociedade que cria padrões, nos quais nunca ninguém vai se encaixar. Isso é para lucrar em cima da sua insegurança. Para vender revistas, ganhar likes, criar produtos milagrosos e fazer da busca pela perfeição um negócio cruel.

A magreza, porém, não é sinônimo de dinheiro, felicidade e um relacionamento amoroso feliz. Não é sinônimo de autoestima e muito menos de segurança. Quando você emagrecer, a sociedade vai plantar uma nova sementinha na sua cabeça e assim por diante.

Emagrecer não resolve os problemas de ninguém. E engordar não é um problema. Temos que entender que peso não define nada: não define saúde, beleza e inteligência. Não define o quanto as pessoas gostam de você ou o quanto você gosta de si mesmo.

O peso que recai sobre as mulheres

Apesar dos homens também sofrerem com a pressão estética, é com as mulheres que o bicho pega. Ser homem e gordo é normal. Ser mulher e gorda é horrível.

A mulher, seja no século XXI ou nos passados, sempre teve que atender às expectativas criadas por uma sociedade machista. E, ao longo do tempo, criou-se uma falsa impressão de liberdade, quando, na verdade, a pressão continua a mesma.

Mulher, por mais que tenham tentado te dizer ao contrário, você é linda como é. Lembre-se que não há nada mais forte e revolucionário do que uma mulher que se ama. Sem pôr, nem tirar. Que ama todas suas qualidades e imperfeições. Se ama por quem é. E isso basta.

Não tenha medo de engordar na quarentena

Ganhar 1kg, 2kg ou 10kg, que seja, não é nenhum motivo para se culpar ou se achar insuficiente. Estamos nos sentindo mais ansiosos e é normal, nesse período, encontrar na comida um refúgio.

Está tudo bem abrir aquele pacote de bolacha ou comer uma barra de chocolate em poucos dias. Está tudo bem sair do plano nutricional ou tomar mais café que o normal.

O mais importante nesse processo é ser gentil consigo mesmo. As mulheres, principalmente, cuidam de todo mundo a todo tempo. Mas quem cuida delas?

O medo de engordar na quarentena é um reflexo da sociedade que lucra em cima da nossa insegurança. Seja, então, rebelde.

Coma bem para ter mais saúde e imunidade, não para manter o shape. Inclua alimentos integrais para melhorar sua saúde intestinal, não para imitar a blogueira fitness. Coma mais frutas e diminua o açúcar para aumentar sua expectativa de vida, não porque fulano disse que você precisa emagrecer.

MEDO DE ENGORDAR NA QUARENTENA

Como evitar descontar emoções na comida

Quando você entender tudo que elencamos aqui, acredite, ficará muito mais fácil criar uma relação saudável com a comida. Você e ela terão uma parceria firme, não uma eterna guerra.

E se você quiser cuidar da sua saúde por você e melhorar sua alimentação para viver melhor, com mais disposição, nos separamos algumas dicas:

  • Entenda o que é fome física e fome emocional. Você quer comer por que seu corpo precisa ou por que a mente pede?;
  • O açúcar em excesso cria um ciclo vicioso. Você come, se sente bem na hora, mas em seguida a queda é ainda maior e seu corpo pede mais. Quando o açúcar é inserido em um contexto equilibrado, as coisas mudam;
  • Crie outras válvulas de escape. Pode ser escutar música, ligar para um amigo, tomar um banho quente, fazer carinho no seu bichinho de estimação;
  • Não menospreze sua saúde mental. Inclua momentos de autocuidado na sua rotina e saiba acolher seus sentimentos e pensamentos;
  • Se a compulsão alimentar for uma realidade na sua rotina, procure um nutricionista e uma psicóloga para tratar o problema pela raiz.

Viu só? Não há motivo para incluir o medo de engordar na quarentena em nossas listas. Ser gordo não é errado, assim como ser magro não é o certo. Não existe 8 ou 80. Não existe corpo perfeito. E não há porque ter medo da comida. Use-a como sua aliada, não inimiga. Estamos juntos nessa!

1 comentário em “Preocupada em engordar na quarentena?”

  1. Pingback: Há cura para transtornos alimentares? – Nutricionista Cristiane de Brito – Nutrição clinica, esportiva e Funcional na Zona Sul de São Paulo – Bioimpedância e emagrecimento

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir bate-papo
Olá 👋
Sou a Cristiane!
Podemos ajudá-lo?