Alimentação e coronavírus

Alimentação e coronavírus, como se prevenir

Alimentação e coronavírus, como se prevenir

 

Confira dicas sobre como manter os alimentos seguros e usá-los ao seu favor neste momento

 

Medo, angústias e incerteza. Estes sentimentos fazem parte da rotina do brasileiro, desde o início do mês de março de 2020. Não é à toa, com a pandemia em plena ascensão no Brasil, o que fazer para se prevenir? Neste post, separamos tópicos importantes sobre alimentação e coronavírus para você ficar de olho!

Por mais que o contato físico seja a principal forma de transmissão, não podemos esquecer dos riscos de um alimento contaminado. O alimento em si não passa coronavírus, mas se ele for manipulado por alguém que tem a doença ou, em seu transporte ou armazenamento, entrar em contato com uma superfície contaminada, pronto, temos um problema.

Fora que cuidar da alimentação neste momento é a melhor maneira de manter a imunidade em dia e seu organismo pronto para combater o invasor. É hora de encher a geladeira com frutas, verduras e legumes e o armário com cereais, oleaginosas e leguminosas.

Vamos conversar, então, sobre como cuidar da saúde e evitar a disseminação da doença quando o assunto é alimentação e coronavírus?

Como aumentar a imunidade?

A regra, aqui, é simples: descascar mais e desembalar menos. Mais alimentos in natura, menos industrializados. Porque quanto mais cor no prato, melhor. Quanto mais alimentos naturais você incluir no dia a dia, mais saudável seu organismo estará.

Mas frutas, verduras e legumes estragam rápido demais…

Isso é verdade! E considerando que precisamos evitar sair de casa, nossa dica aqui é congelar refeições. Praticamente tudo pode ser congelado, menos saladas cruas e certos alimentos que perdem sua consistência, como a batata crua, por exemplo.

Mas mesmo para esses alimentos existem alternativas. Em relação às saladas, você pode higienizá-las bem, secá-las e guardar em um pote bem vedado com papel toalha embaixo. Pronto, você tem salada crocante e limpa por mais de uma semana!

Já sobre os tubérculos, a melhor forma de congelá-los é como purê. Quanto maior o teor de gordura e leite usado, mais cremoso ficará sua preparação ao descongelar.

Sempre que for cozinhar, faça uma quantidade maior e congele pequenas porções. Assim, você sempre terá comida fresquinha e saudável para saciar a fome.

Alimentação e coronavírus - higienização alimentos

Alimentação e coronavírus: 10 dicas para o dia a dia

  • Comece sua manhã com um belo copo de água e lembre-se de manter a hidratação ao longo do dia;
  • Congele cubinhos de suco verde ou de frutas, como maracujá e manga;
  • Congelar banana também é uma ótima dica para fazer sorvetes e smoothies;
  • De sobremesa, aposte em uma fruta cítrica para aumentar a absorção de ferro;
  • Prefira as preparações assadas e cozidas;
  • Dê um up nas suas saladas com gergelim, chia, linhaça e castanhas;
  • É hora de dar uma chance para os alimentos que nunca experimentou;
  • Comer uma ou duas castanhas do Pará por dia é uma ótima forma de manter bons níveis de selênio, mineral importante para imunidade;
  • Prefira as versões integrais dos alimentos, com mais fibras;
  • Deu vontade de um chocolate? Vai nas versões acima de 60%.

E se eu precisar ir ao mercado?

Nossa recomendação é fazer compras online, mas, se não for possível, tente escolher um mercado mais vazio. E não há necessidade de usar máscara, ok? Elas são apenas para quem está doente e se você estiver mesmo com sintomas, não saia de casa. Peça para alguém fazer suas compras.

Para quem vai sair, a dica é levar suas próprias ecobags higienizadas, evitando trazer sacolas para casa. Lembre-se de higienizar com álcool a barra do carrinho, onde suas mãos terão contato, e não toque o rosto durante as compras.

Qual é a melhor forma de higienizar os alimentos?

Feita as compras, é hora de voltar para casa. Antes de mais nada: tire os sapatos, coloque as roupas para lavar e vá para o banho. Ok, agora podemos higienizar t-u-d-o que trouxemos do mercado!

Para as frutas, verduras e legumes, o certo é deixar de molho em uma solução com hipoclorito de sódio. Se você não tiver aquele específico para alimentos vendido no mercado, não se preocupe, água sanitária dá conta do recado.

Olhe no rótulo se sua água sanitária é liberada para este fim e quais são as recomendações. Normalmente, é usada uma colher de sopa para cada litro de água.

Comece lavando todas as frutas, verduras e legumes, um por um, folha por folha, em água corrente. Deixe, então, de molho, de 10 a 15 minutos na solução, lembrando de manter todas as partes do alimento imersas na água.

Quando acabar, lave novamente, um por um, folha por folha, e guarda na geladeira em um recipiente higienizado.

Em relação às embalagens, você pode espirrar álcool 70% e passar um paninho ou, então, usar a mesma solução de água sanitária. Lembre-se de limpar tudo! Lata de milho, de refrigerante, embalagem de plástico, papel, etc.

Tudo limpinho e guardado? Coloque a ecobag para lavar, passe um pano no chão, álcool na pia e lave as mãos. Pronto, mantimentos seguros.

Alimentação e coronavírus - delivery

Quais são os cuidados com o delivery?

Pedir comida também se tornou uma opção com o isolamento social. Mas, assim como os restaurantes devem ter cuidado na hora de preparar o alimento, você deve tomar os cuidados necessários na hora da entrega.

A primeira dica é apoiar os restaurantes locais. Ao invés de pedir dos grandes (que vão conseguir se manter nessa crise!), compre do que pequeno empreendedor. São eles que precisam de ajuda no momento.

Se puder pagar pelo aplicativo, melhor ainda. Mas, se não, prefira cartão para não ter contato com dinheiro e higienize-o antes e depois do pagamento.

Os aplicativos, agora, também dão a opção de entrega sem contato físico. Recomendamos escolher essa opção, principalmente, se você morar com alguém que esteja resfriado ou apresentar sintomas suspeitos.

Quando o entregador chegar, evite conversas. Pegue o pedido, pague e agradeça. Volte para casa, tire o pedido de dentro do saco e imediatamente jogue o mesmo fora. Lave as mãos e, com o auxílio de um pano e álcool 70%, higienize as embalagens.

Deixe o álcool secar um pouco e, então, passe o alimento para um prato limpo. Higienize os locais com os quais a embalagem teve contato, lave as mãos novamente e bora comer.

Não é exagero, é sua saúde!

Por mais que essas medidas pareçam cautelosas demais, é sua saúde em jogo. E não só a sua, mas como a das pessoas que você ama e de milhares de brasileiros.

Quando o assunto é alimentação e coronavírus, use os alimentos ao seu favor. Seguindo as dicas que listamos acima, todo mundo come feliz e em segurança!

2 comentários em “Alimentação e coronavírus, como se prevenir”

  1. Pingback: Saúde mental na quarentena: 6 dicas para se cuidar - Nutri Mix

  2. Pingback: Recomendações nutricionais para quarentena - Nutricionista Cristiane

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir bate-papo
Olá 👋
Sou a Cristiane!
Podemos ajudá-lo?