Descubra como é uma consulta com nutricionista

Como é uma consulta com nutricionista

Descubra como é uma consulta com nutricionista

Nunca foi a um nutricionista por não saber como é o trabalho desse profissional? Já ouviu histórias negativas ou tem medo do que vai encontrar? Pois, relaxe. Neste post, vamos te contar em detalhes como é uma consulta com nutricionista.

Não tem segredo, não tem proibições e muito menos julgamentos. A ideia é que você saia com uma visão sobre alimentação diferente daquela que entrou no consultório.

O nutricionista não está ali para falar se você come do jeito errado ou certo. O objetivo da consulta, ainda mais a primeira, é escutar, acolher e orientar. Se você foi a um nutricionista que fez o contrário, é porque não encontrou um bom profissional.

Apesar da nutrição, muitas vezes, vir acompanhada de terrorismos e restrições nas redes sociais, se desprenda da ideia de que o nutricionista vai cortar seu brigadeiro e churrasco de fim de semana. Ele não é um ditador de regras, é um facilitador.

 

Vai além do emagrecimento

O que leva muitas pessoas a não visitarem um nutricionista é a ideia equivocada de que esse profissional trabalha somente com emagrecimento. Como se os números na balança fossem a única coisa que importasse.

Acontece que o nutricionista é um profissional da saúde. Aqui, no consultório, a alimentação é nossa ferramenta para que você alcance seu objetivo, seja ele qual for. Pode ser, sim, a perda de peso, mas também inclui ganho de massa, aumento de disposição, tratamento de doenças, prevenção de problemas, diminuição de sintomas associados, melhora no rendimento esportivo, etc.

A atuação do nutricionista é enorme! Afinal, alimentação, quando bem planejada, é capaz de transformar sua saúde e rotina. O emagrecimento é só uma consequência de escolhas alimentares conscientes, não o foco central.

 

De frente com a própria imagem

Outra questão que afasta as pessoas do nutricionista é o medo de encarar a própria imagem como nunca haviam feito antes. Sim, nós nos olhamos no espelho todos os dias. Mas você já parou para pensar por que come o que come? Como você se sente em relação ao seu corpo e o que te fez pensar assim? Se sua relação com a comida é norteada pela culpa ou pelo prazer?

Querendo ou não, a consulta com um nutricionista levanta reflexões e debates importantes sobre autoestima e saúde mental. Não é sobre o peso. É sobre enxergar quem você é e como sua história e seus sentimentos têm um reflexo no prato.

Às vezes, nesse consulta você descobre que, na realidade, precisa tratar a ansiedade para, depois, reeducar seu paladar. Entende que deve se desprender das expectativas alheias para, enfim, ser feliz na própria pele.

Não é fácil se desligar dos padrões. Não é fácil mudar nossa mentalidade. Mas também é papel do nutricionista entender como comportamento e alimentação se entrelaçam. Comer não é apenas acabar com a fome. É social, cultural e emocional.

Descubra como é uma consulta com nutricionista

Como é uma consulta com nutricionista

Cada nutricionista tem uma conduta e uma prática clínica. Nossa forma de trabalhar envolve os cinco passos que listamos abaixo. Lembre-se, no entanto, que as consultas são individuais, ou seja, será diferente para cada pessoa, variando de acordo com seus anseios e as questões que leva ao consultório.

 

  1. Avaliação clínica

Tudo começa com uma conversa tranquila e agradável. Queremos entender o porquê de procurar um nutricionista, quem você é e qual é sua história.

Nesse momento, fazemos perguntas importantes sobre sua rotina, para adaptação do planejamento alimentar, e investigamos o histórico de doenças na família, queixas e sintomas atuais que podem estar relacionados à alimentação.

Aqui, entra também a análise de exames laboratoriais, de suplementos e interação medicamentosa. Tudo isso influencia na criação da melhor dieta possível.

  1. Avaliação dos hábitos alimentares

Não dá pedir para que a pessoa coma rúcula e quiabo se ela não gosta. Ou carne e gelatina caso seja vegetariana. Muito menos alimentos que não fazem parte de suas tradições culturais e religiosas. A ideia é juntar informações que tornem o planejamento alimento algo simples de ser executado.

Normalmente, fazemos uma anamnese alimentar, onde coletamos dados sobre o que você comeu no dia anterior ou de uma forma geral. Assim, fica mais fácil de entender quais são seus pontos forte e quais precisam de melhorias.

  1. Avaliação antropométrica

Identificamos peso, altura, dobras cutâneas e circunferências para analisar os dados da sua composição corporal. Não tem valor certo ou errado. Com esses valores em mãos, que incluem o percentual de gordura e massa, conseguimos avaliar metas e estratégias viáveis para seu objetivo.

  1. Orientações individuais

Quais são suas dúvidas sobre alimentação? Qualquer uma, não tenha medo de perguntar ao profissional. Podemos conversar sobre mitos da alimentação vegetariana, como ler rótulos nos supermercados, técnicas para aumentar a absorção de nutrientes, necessidade nutricional de acordo com a fase da sua vida atual, como congelar alimentos em marmitas, etc.

  1. Entrega do plano alimentar

De acordo com todas essas informações, elaboramos um plano alimentar que corresponde aos seus objetivos, gostos pessoais e rotina. Com a boa e velha comida de verdade, a intenção é que, juntamente com as orientações dadas em consultório, o plano alimentar seja algo fácil e intuitivo de seguir.

Algumas vezes o plano é entregue na mesma consulta e em outras é enviado por e-mail alguns dias após a primeira visita. Tenha em mente que a escolha dos alimentos e quantidades foi feita considerando aquilo conversado anteriormente.

  1. Acompanhamento dos resultados

Mas nossa jornada não acaba com a entrega do plano. Nos retornos, avaliamos o que deu certo, o que precisamos mudar, quais suas principais dificuldade, o que mais gostou nesse processo e como está sua evolução, coletando novos dados antropométricos e de exames laboratoriais.

A ideia é construir, juntos, uma rotina alimentar saudável e equilibrada. Não queremos que você passe a vida inteira preso aquele plano alimentar, sem poder comer um grama a mais ou a menos. Essa não é a intenção.

Como comentamos acima, o nutricionista é um facilitador. Ele lhe entrega as ferramentas e o mapa, mas é sua escolha usá-las e seguir o caminho ou não. A ideia é empoderar o paciente para que ela seja capaz de fazer escolhas alimentares inteligentes e saudáveis, de forma natural e prazerosa.

Ficou mais claro como é uma consulta com nutricionista? Que tal visitar o consultório e começar a ter resultados sustentáveis? Podemos, juntos, elaborar a melhor estratégia para que, em seu prato, tenha mais sabor, amor e nutrientes.

5 comentários em “Como é uma consulta com nutricionista”

  1. Pingback: Dicas de estratégia nutricional para correr maratona - Nutricionista Cristiane de Brito - Nutrição clinica, esportiva e Funcional na Zona Sul de São Paulo - Bioimpedância e emagrecimento

  2. Pingback: Quais são os alimentos permitidos e evitados para diabéticos?

  3. Pingback: 12 dicas para quem está aprendendo a cozinhar - Nutri Cristiane Brito

  4. Pingback: Consulta online com nutricionista vale a pena? - Nutricionista Cristiane

  5. Pingback: 20 hábitos saudáveis para mudar de vida em 2021 - Nutricionista Cristian

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir bate-papo
Olá 👋
Sou a Cristiane!
Podemos ajudá-lo?